TOP 5: Melhores Filmes de Luta #2 – Filmes de Kung-Fu

E hoje chega a SEGUNDA versão do TOP 5 – Os Melhores filmes de Luta!

Mas tem um “porém”, como tem muito filme bom por aí, vamos separar por categorias, fechou? Hoje, a matéria é só sobre filmes Kung-Fu, então não venha esperneando só por que não viu o Van Damme na lista, logo mais faremos uma matéria pros ocidentais, ok? Então simbora!

Só lembrando que vamos julgar o filme levando em consideração, PRINCIPALMENTE, os aspectos relacionados às lutas, deixando o enredo em segundo plano, diferente do nosso primeiro TOP 5 sobre o assunto! (Confira no link)

Seja bem vindo, então, ao TOP 5 Melhores Filmes de Luta #2 – Filmes de Kung-Fu!

2277860293_1a1b0bb0d5_o

5º – Chen Zhen – A Lenda Dos Punhos De Aço (2010)

“Legend Of The Fist – The Return Of Chen Zhen”

Direção: Wai-keung Lau

Sinopse : Sete anos após a morte aparente de Chen Zhen, que recebeu um tiro depois de descobrir o responsável pela morte de seu professor na Shangai ocupada pelos japoneses, um estranho misterioso chega do exterior e faz amizade com um chefe da máfia local. Esse homem é Chen Zhen disfarçado que pretende se infiltrar na máfia enquanto eles fazem uma aliança com os japoneses. Disfarçado como um lutador encapuzado, Chen intenciona pegar todos os envolvidos, bem como colocar as mãos na lista de assassinatos preparada pelos japoneses.

Não existem dúvidas ou questionamentos sobre o talento de Donnie Yen, que desde a renomada franquia “O Grande Mestre”, que conta a história do mestre do lendário Bruce Lee, cativa públicos e esbanja habilidades em filmes de kung-fu como um verdadeiro mestre. Neste filme, temos ele como uma espécie de herói mascarado que procura fazer justiça descendo a porrada em grandes grupos de mafiosos. Com movimentos inacreditáveis, esse cara te faz ficar na beira da poltrona, na maior parte do filme, mas às vezes, aquele clássico efeito com cordas de um chinês voando enquanto luta, irrita um pouco, até pelo filme ter sido produzido em 2010, quando já se tinha tecnologia para coisa melhor.

4º –  Projeto China 2 – A Vingança (1987)

“’A’ gai waak juk jap”

Direção: Jackie Chan

Sinopse: Após tirar dos mares o temerário pirata Lo, Dragon Ma (Jackie Chan) está de volta. De volta a terra, ele é enviado para força policial onde deve eliminar a corrupção de um bairro do subúrbio. Em seu caminho, na tentativa de assegurar a simpatia e apoio da causa revolucionaria, é preso em reviravoltas perigosas envolvendo patriotas chineses. O governo Manchu quer prender esses revolucionários e qualquer um que ficar em seu caminho está com sérios problemas, mesmo que sejam policiais . Para piorar as coisas, o último capanga de San-Pao, após testemunhar a derrota de seu líder pelas mãos de Dragon Ma.

Nesse belíssimo filme, Jackie Chan mostra, mais uma vez, todo o seu talento ímpar, com as clássicas lutas engraçadas contra multidões e movimentos perigosos sem dublê ou proteção. Com seu Jeito estabanado e careteiro, Jackie continua apresentando suas habilidades tão originais em lutas criativas, banhadas em um tom cômico que cativa públicos há décadas. Ele, desde sempre, adorava se desafiar com saltos insanos e movimentos de alto perigo em cenas sem cortes e sem usar nenhum tipo de proteção ou dublê. É fato que ele tem o carisma de um galã chinês lutador de kung fu e isso nós vemos com clareza nessa obra incrível e muito bem dirigida por ele mesmo.

3º – Herói (2002)

“Ying Xiong”

Direção: Zhang Yimou

Sinopse: Com poderes sobrenaturais e muita coragem, o Soldado Sem Nome (Jet Li) embarca em uma missão de vingança contra o terrível exército que massacrou o seu povo. Agora, para conseguir justiça, ele deve enfrentar os matadores mais perigosos do império e alcançar o inimigo que ele jurou derrubar. Um grande épico das artes marciais em que um guerreiro quer unir uma nação.

Perfeccionismo define o diretor Zhang Yimou neste filme, que coordena cenas de luta belíssimas com Jet Li, em cenários estonteantemente lindos. O trabalho artístico do filme é de cair o queixo, com uma linda trilha sonora em paisagens perfeitas, o cenário está pronto para abrigar as lutas mais inacreditáveis possíveis, protagonizadas por lutadores que voam e correm sobre a água com espadas empunhadas.

2º – Mestre das Armas (2006)

“Fearless / Huo Yuan Jia”

Direção: Ronny Yu

Sinopse: Huo Yuanjia foi o maior e mais famoso mestre de toda a China, mas nem sempre foi assim. Depois de uma grande guerra, o poder estrangeiro dominou a China. Para acabar com a auto-estima do povo foi criado um torneio para provar a superioridade de seus guerreiros contra os próprios chineses. Só um homem resolveu desafiá-los. Este homem era destemido.

Seguidão, mais um filme com ele: Pode-se dizer que essa foi uma das melhores produções protagonizadas por Jet Li. Esse filme trata o domínio do Kung Fu de uma maneira intensa, apresentando suas vertentes em um mar de realismo coreográfico e habilidade teatral. O Jet Li aparece nesse filme usando diversas armas e estilos de combate diferentes, lutando contra todo tipo de lutadores não-chineses. Ele faz tudo isso com maestria, apresentando toda a sua capacidade como lutador e ator, em coreografias difíceis e excitantes que beiram à  perfeição realística, tudo sustentado por uma história comovente e sólida, que lhe dá motivos para torcer para o herói e amaldiçoar o vilão.

1º – Operação Dragão (1973)

“Enter the Dragon”

Direção: Robert Clouse

Sinopse: Lee é um ex-monge Shaolin contatado por uma organização secreta para aceitar participar de um Torneio de Artes Marciais patrocinado pelo misterioso Han. Dentre os competidores estão lutadores do mundo todo, incluindo o playboy e jogador Roper e o afroamericano Willians, ativista dos movimentos negros anti-racistas. A missão de Lee é encontrar uma agente chinesa infiltrada e desbaratar a organização criminosa de Han. Este é um traficante internacional de heroína e ópio e mora em uma ilha fortemente guardada, onde vive como um rei em um grande palácio.

É óbvio que o primeiro lugar fica para a definitivamente maior lenda do kung-fu no cinema, o mítico Bruce Lee. Naquele tempo, eles não tinham o cacife tecnológico que temos hoje, mas até a contemporaneidade, os movimentos incrivelmente velozes e precisos de Le são respeitados. É de arrepiar ver esse cara num torneio sentando a porrada em todo mundo, com os clássicos gritinhos e dedão enxugando o suor do nariz. Um filme que vale muito a pena assistir, muito elogiado pela crítica e considerado um dos melhores filmes dele.

Bom, é isso aí! Espero que tenham gostado da matéria, eu e o resto da equipe Cultura Inútil agradecemos sua visita e lhe convidamos a comentar aqui embaixo o que você achou desse TOP 5. Caso tenha sugestões de outros grandes filmes de Kung-Fu ou sugestões de bons TOP 5, comenta aí que a gente promete tentar suprir todos os pedidos.

Obrigado mais uma vez e bom divertimento!

Comentar...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s