Top 5: Indicados ao Oscar – Parte 1

Na semana do Oscar nós comentaremos nossas apostas para o Oscar 2014. Para isso, dividiremos o TOP 5 em duas parte. A primeira, será dedicada as categorias técnicas e de importância intermediária. Na segunda, comentaremos sobre as principais categorias, incluindo a de melhor filme do ano. Então vamos começar logo com a nossa primeira categoria!

1 – MELHOR ANIMAÇÃO: A categoria é talvez uma das mais fracas de todos os tempos, em especial por causa do ano, recheado de animações para o público infantil ou com apelo mais financeiro. De qualquer forma, se destacam “Frozen”, “Meu Malvado Favorito 2” e “Vidas ao Vento”. A primeira marca o renascimento da Disney, que até então não tinha um sucesso tão grande desde “Enrolados” e reinventou a visão ultrapassada de “princesa Disney”. A segunda, tem um foco maior na comédia, sem tanta originalidade no argumento, mas com um ótimo trabalho de dublagem, em especial por Steve Carrel. A última, é uma animação de Hayao Miyazaki, que toca em um tema espinhoso (primeira guerra mundial) para os japoneses, mas continua acessível à todos. Nossa aposta é que “Frozen: Uma Aventura Congelante” leve a estatueta, principalmente por causa dos prêmios conquistados e da importância da animação para Disney.

“Os Croods”
“Meu Malvado Favorito 2”
“Ernest et Célestine”
“Frozen: Uma Aventura Congelante” (Nossa aposta)
“Vidas ao Vento”

2 – MELHOR FILME ESTRANGEIRO: A briga nessa categoria é intensa. São diversos os filmes que poderiam inclusive constar na categoria “Melhor filme do Ano”, mas mesmo assim vamos aos destaques. O favorito é “A Grande Beleza”, que tecnicamente é perfeito e constrói uma bela homenagem ao cinema italiano. Já “Alabama Monroe” é o típico filme intimista, que tem um ótimo argumento original e um desenvolvimento quase que impecável. “A Caça” é baseado no livro de mesmo nome e conta uma história baseada em fatos reais (o que agrada a academia), além disso o filme conta com uma atuação incrível de Mads Mikkelsen. Nossa aposta é que “A Grande Beleza” ganhe, pois, apesar da crítica (e o público) baterem cabeça sobre a qualidade do filme, ficou claro o tom de homenagem, e isso, sempre pesa para o Oscar. Porém, se “A Caça” ganhar, não vai ser nenhuma surpresa.

“Alabama Monroe” (Bélgica)
“A Grande Beleza” (Itália) (Nossa aposta)
“A Caça” (Dinamarca)
“The Missing Picture” (Camboja)
“Omar” (Palestina)

3 – MELHOR ROTEIRO ORIGINAL: Esta aqui uma categoria que pode surpreender. “Trapaça”, ainda que baseado em uma história verídica, acabou tomando algumas liberdades criativas em relação ao que realmente aconteceu. “Blue Jasmine” tem Woody Allen, e isso sempre pesa para o Oscar. A história começa morna, mas seus desdobramentos são ótimos. “Clube de Compras Dallas” é um filme que mexe muito com a política americana das farmacêuticas, portanto, não agrada à todos, mas o público adora esse tipo de história (e os seus protagonistas). “Ela” é aquele que tem a história mais original, e toca em pontos ainda não explorados em tempos de Oscar, em especial o atual momento das relações humanas. “Nebraska” é um filme bastante peculiar. Ainda que focado na relação pai e filho, ele discute relações familiares com um primor absurdo. Nossa aposta é que “Trapaça” ganhe, já que “Ela” é o típico filme que não agrada a academia, que bem como, não gosta de premiar filmes que priorizam atuações, caso de “Nebraska” e “Clube de Compras Dallas”.

“Trapaça”, escrito por Eric Warren Singer e David O. Russell (Nossa aposta)
“Blue Jasmine”, escrito por Woody Allen
“Clube de Compras Dallas”, escrito por Craig Borten e Melisa Wallack
“Ela”, escrito por Spike Jonze
“Nebraska”, escrito por Bob Nelson

4 – MELHOR ROTEIRO ADAPTADO: Esta aí uma categoria bastante impressível. “12 anos de Escravidão” fala de racismo, e por si só, tem força para ganhar o Oscar. “O Lobo de Wall Street” é um filme que não agrada a academia, tanto que divide opiniões, apesar do apelo do público. “Antes da Meia-Noite” é um filme que faz parte de uma trilogia. Os dois filmes anteriores, compõem toda a resolução do que acontece neste, sendo assim, fica difícil dizer como a academia vai reagir, já que premiou o roteiro do sucessor. “Capitão Philips” é um caso à parte. Ele inicialmente tinha muita força, não só pela história, mas também pelas atuações, acabou que as premiações demonstraram o contrário. “Philomena” é um dos melhores roteiros adaptados desse ano, pois sintetizou muito bem a mensagem do filme, porém, pesa contra a produção, o fato dela ser inglesa, o que faz a academia priorizar produções americanas (isso em pleno século 21). Nossa aposta é que “12 anos de Escravidão” ganhe, já que todos os demais, nutrem algum tipo de aversão para a academia.

“12 Anos de Escravidão” (Nossa aposta)
“O Lobo de Wall Street”
“Antes da Meia-Noite”
“Capitão Phillips”
“Philomena”

5 – MELHOR ATRIZ COADJUVANTE: Categoria polêmica. Lupita Nyong’o, tem desempenho incrível em filme de McQueen, e rouba à cena diversas. Jennifer Lawrence, apesar de ser queridinha do público (e da academia), tem pouco tempo para demonstrar seu talento. Claro, mesmo com pouco tempo em cena, ela brilha, mas não para ganhar um Oscar. June Squibb, esta incrivelmente engraçada com seu papel de verborrágica mãe, que tem uma relação de amor e ódio com sua família. Julia Roberts, mostra desempenho acima da média, em um elenco muito bom, mas nada memorável, inclusive por causa do filme. Sally Hawkins tem uma excelente química com Cate Blanchet, servido às vezes, de apoio para a protagonista. Difícil dizer, nossa aposta é em Lupita Nyong’o, não só pelo desempenho, mas pelo peso na trama, porém, Jennifer Lawrence tem à seu favor o público e boa parte da academia, que prefere premiar as chamadas “queridinhas da América”.

Lupita Nyong’o, por “12 Anos de Escravidão” (Nossa aposta)
Jennifer Lawrence, por “Trapaça”
June Squibb, por “Nebraska”
Julia Roberts, por “Álbum de Família”
Sally Hawkins, por “Blue Jasmine”

Outras categorias e menções Honrosas

Menções honrosas:

Na categoria Melhor Roteiro Adaptado: “Rush – No Limite da Emoção” de Ron Howard

Na categoria Melhor Animação: “Universidade Monstros” de Dan Scanlon

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL: A categoria foi decidida faz tempo. Muito dificilmente o U2 perde essa. 

“Happy”, de “Meu Malvado Favorito 2” – Música e letra de Pharrell Williams
“Let it Go”, de “Frozen” – Música e letra de Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez
“The Moon Song”, de “Ela” – Música de Karen O; letra de Karen O e Spike Jonze
“Ordinary Love”, de “Mandela: Long Walk to Freedom” – Música de Paul Hewson (Bono), Dave Evans (The Edge), Adam Clayton e Larry Mullen; letra de Paul Hewson (Bono); interpretada por U2 (Nossa Aposta)

MELHOR DOCUMENTÁRIO

“O Ato de Matar” (Nossa aposta)
“The Square”
“Cutie and the Boxer”
“Guerras Sujas”
“A Um Passo do Estrelato”

DOCUMENTÁRIO DE CURTA-METRAGEM

“CaveDigger”
“Facing Fear”
“Karama Has No Walls”
“The Lady in Number 6: Music Saved My Life”
“Prison Terminal: The Last Days of Private Jack Hall” (Nossa aposta)

TRILHA SONORA

John Williams, por “A Menina que Roubava Livros”
Steven Price, por “Gravidade” (Nossa aposta)
William Butler e Owen Pallett, por “Ela”
Alexandre Desplat, por “Philomena”
Thomas Newman, por “Walt nos Bastidores de Mary Poppins”

FIGURINO

“Trapaça”
“O Grande Mestre”
“O Grande Gatsby” (Nossa aposta)
“The Invisible Woman”
“12 Anos de Escravidão”

CABELO E MAQUIAGEM

“Clube de Compras Dallas” (Nossa aposta)
“Jackass Apresenta: Vovô Sem Vergonha”
“O Cavaleiro Solitário”

MELHOR CURTA

“Aquel No Era Yo” (em inglês, “That Wasn’t Me”)
“Avant Que De Tout Perdre” (em inglês, “Just Before Losing Everything”) (Nossa aposta)
“Helium”
“Pitääkö Mun Kaikki Hoitaa?” (em inglês, “Do I Have to Take Care of Everything?”)
“The Voorman Problem”

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO

“Feral”
“É Hora de Viajar”
“Mr Hublot”
“Possessions” (Nossa aposta)
“Room on the Broom”

MELHOR EDIÇÃO

“Trapaça”
“Capitão Phillips”
“Clube de Compras Dallas”
“Gravidade” (Nossa aposta)
“12 Anos de Escravidão”

EFEITOS VISUAIS

“Gravidade” (Nossa aposta)
“O Hobbit: A Desolação de Smaug”
“O Homem de Ferro 3”
“O Cavaleiro Solitário”
“Além da Escuridão: Star Trek”

FOTOGRAFIA

“O Grande Mestre”
“Gravidade”
“Inside Llewyn Davis – Balada de Um Homem Comum ”
“Nebraska” (Nossa aposta)
“Os Suspeitos”

DESENHO DE PRODUÇÃO

“Trapaça”
“Gravidade”
“O Grande Gatsby” (Nossa aposta)
“Ela”
“12 Anos de Escravidão”

EDIÇÃO DE SOM

“Até o Fim” (Nossa aposta)
“Capitão Phillips”
“Gravidade”
“O Hobbit: A Desolação de Smaug”
“O Grande Herói”

MIXAGEM DE SOM

“Capitão Phillips”
“Gravidade”
“O Hobbit: A Desolação de Smaug”
“Inside Llewyn Davis – Balada de Um Homem Comum” (Nossa aposta)
“O Grande Herói”

Comentar...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s