Crítica: Busca Implacável 3

Busca Implacável

As vezes uma continuação se faz necessária. Muitas vezes não. É isso o que vemos com Busca Implacável 3 (Taken 3). Se não havia necessidade de um segundo filme, de um terceiro, menos ainda.

buscaimplacavel3

Hollywood, carente de filmes de ação de sucesso, como os que tínhamos nas décadas de 80 e 90, apostou em Liam Neeson como protagonista de mais uma tentativa de emplacar uma franquia de ação atual. Falhou mais uma vez.

O enredo não poderia ser mais clichê, nos entregando vilões russos (com uma caracterização manjada e cafona, onde os mesmos parecem não ter saído dos anos 90), confrontos manuais e perseguições automobilísticas. Jamais podemos reclamar da falta de ação, mas apesar de prometer e entregar isso, todo o restante do filme deixa a desejar.

imagem2

O longa sofre com o ritmo. O primeiro ato já destoa da cena de abertura por ser demasiado longo e monótono. Sem medo de estragar a experiencia do filme, por ser algo mostrado nos trailers, temos a morte de um personagem principal e mesmo sendo um personagem de estrema importância, não sentimos a falta deste em nenhum momento do filme; a perda foi mal trabalhada e sentida em tela.

Além dos erros de ritmo, os plot twist do longa também deixam a desejar por serem mal construídos no decorrer da trama.
Podemos atribuir isso ao roteiro, que volta a ser assinado por Luc Besson e Robert Mark Kamen, os mesmos responsáveis pelos demais filmes da franquia. Como não podia deixar de ser, o roteiro se mostra repetitivo e apesar de tentar surpreender o espectador, essas “surpresas”, essas não surtem efeito tudo o que está em tela é previsível até demais.

imagem6

Liam Neeson com seus 62 anos de idade, ainda sabe muito bem como “chutar alguns traseiros” em lutas bem coreografadas, sob a direção de Olivier Megaton, que volta a dirigir essa terceira Busca, mas, infelizmente, ele é o único ator que se mostra bem em tela. O restante do elenco, talvez pela previsibilidade do roteiro, entrega atuações sem brilho algum, no automático (o que é uma pena, pois temos nomes de peso que foram subutilizados).

O filme entretém em seus 109 longos minutos de duração, mas, lamentavelmente, a melhor parte deste é o final e o fato de que esse fim não é derradeiro, visto que o estúdio não descarta a possibilidade de um quarto filme.

Regular                                                 Regular.

Comentar...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s